quinta-feira, 22 de abril de 2010

Saudade




“Eu tive um sonho vou te contar...”

Quando acordei hoje pela manhã, lembrei de um sonho...um sonho que trouxe saudade.
Saudade de um olhar, de um abraço, de um beijo, do cheiro...saudade que bateu dentro do peito.
Foi real...como se estivéssemos naquele momento vivendo e sentindo...nossa quanto tempo...sinto muita saudade.

Então posso definir a saudade como, sendo o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue.

Saudade... Palavra demasiada restrita para descrever todas as sensações que nos preenchem quando sentimos a falta de alguém. Ao mesmo tempo, é demasiada vaga, pois não admite o fato de cada pessoa viver essa 'falta' de maneira diferente...
A Saudade é a pior coisa do mundo quando não a podemos 'matar' quando sabemos que não vamos sorrir, quando sabemos que o nosso sorriso se transformou em lágrimas, quando sabemos que não viveremos aqueles momentos novamente, quando sabemos que alguém ou alguma coisa marcou a nossa vida de tal maneira que é impossível esquecer quando as coisas passaram de banais a inesquecíveis...
A saudade mata tira-nos a alma tira-nos os sonhos tira-nos os sentimentos...Quanto mais pensamos na saudade, mais ela nos magoa. Sentimos a saudade sem o auxílio de ninguém. é uma tristeza inocente, que guia pelo rosto algumas lágrimas suaves. Mas quando se tenta encontrar o motivo desses sentimentos, quando se começa a pensar, o choro aumenta, dá lugar a um insuportável nó na garganta e não nos faz sentir absolutamente nada...
Já Não Sei O Que É Sentir...